Cruz Alta como cidade sede do Seminário de Imagem Pública de Rotary

No dia 11 de agosto ocorreu o Seminário de Imagem Pública para os clubes de Rotary do Rio Grande do Sul, que foi ministrado pela  Coordenadora Regional de  Imagem Pública do Rotary, Ligeia Stivanin. A companheira explicou as noções gerais sobre uso da marca e distintivos do Rotary, mas também pontuou a importância de focarmos em mostrar por meio das imagens e publicações o quanto é relevante o Rotary no mundo. Nosso Distrito contou a presença dos governadores dos seguintes governadores:  2016/17 Itamar José  Alegranzi; 2017/18 Maria Lúcia Jacques de Olveira  2018/19 Adão Fighera  2019/20 Roger Roberto 2020/21 Nilo Júnior Presidente de Imagem Pública do Rotary: Caroline Dalcin Ebert

Postado em 16 de Agosto de 2018

Mensagem da Semana do Governador

Mensagem da semana! Bom dia Companheiros/as! Iniciamos a semana que nos leva ao Dia D da nossa Campanha de Vacinação. Temos acompanhado as diversas postagens dos Clubes do nosso Distrito. Estamos felizes e orgulhosos pelo trabalho realizado por todos vocês. Temos certeza de que a soma deste trabalho nos levará a um alto índice de Vacinação. Nosso pedido, nesta mensagem, é de que concentremos todos os esforços e INSPIRAÇÕES nesta semana decisiva. Vamos fazer o dia 18 de agosto ser um marco na história do trabalho Rotário no Distrito 4660.Estamos juntos, salvando vidas humanas! FALTAM 5 dias! Tenhamos TODOS uma abençoada semana.Fraterno abraço! Fighera e Maria Neide

Postado em 13 de Agosto de 2018

XIX COMIC - Conferência Multidistrital reúne Interactianos de todo Brasil.

O Distrito 4580 sediou, durante os dias 19, 20, 21 e 22 de julho, o maior e mais importante evento interactiano do Brasil: a Conferência Multidistrital de Interact Clubs. Em sua 19ª edição, a COMIC contou com a presença de aproximadamente 300 participantes de todo o país. Ao longo dos 4 dias de atividade, os jovens líderes puderam conversar e interagir com membros da família rotária e palestrantes de grande renome, a fim de debater problemas sociais de suas comunidades e buscar maneiras de solucioná-los. Nomes como Marcelo Argôlo (Rotary Club de Volta Redonda), Margarida Salomão (Ex Reitora da Universidade Federal de Juiz de Fora e Deputada Federal), Patrícia Kuhn e Samuel Neivel (MDIO Rotaract Brasil) compuseram o time de oradores da XIX COMIC. A Conferência também possibilitou a exposição dos trabalhos realizados pelos clubes durante o ano rotário 2017-18. Foram premiados os melhores projetos em 7 categorias - Comunitários, Distritais, Financeiros, Internacionais, Internos, Imagem Pública e Meio Ambiente - e os melhores oradores do Brasil, através de concursos promovidos pela MDIO Interact Brasil. A ganhadora do concurso de oratória foi Kátia Kaline, do distrito 4500, com um discurso inspirador sobre diversidade e respeito. O evento também serviu de palco para a cerimônia de posse e transmissão de cargos da Interact Brasil. A presidente para o ano rotário 2017-18, Laura Minichelli, empossou Roberta Schneider Cecyn, do distrito 4730, como líder da organização para o corrente ano rotário. O alto nível dos concursos e o profissionalismo dos participantes, mostraram que incentivar um celeiro de líderes transformadores como o Interact é, além de importante, uma demonstração de apoio e crença num futuro melhor e mais justo para o nosso país.

Postado em 10 de Agosto de 2018

Rotary Club de Seberi realiza ação na Semana da Saúde do município

Na semana passada a Secretaria do município de Seberi realizou a semana municipal de saúde que teve a presença do Rotary Club da cidade que em sua tenda realizou teatrinhos para as crianças, distribuição de doces. Um vídeo sobre a prevenção e importância das vacinas foi passado para os pais, além da distribuição de panfletos, adesivos para entender a importância que é a vacinação dos seus filhos. O clube considerou de grande relevância a ação e pretende desempenhar mais atividades como a explanada acima.

Postado em 10 de Agosto de 2018

Clubes de Rotary de Santa Maria realizam campanha contra a poliomielite e sarampo em parceria com Secretaria de Saúde e Educação

Na última quarta-feira (09) ocorreu a  segunda reunião entre os rotarianos, rotaractianos e interactianos de Santa Maria para tratar  da Campanha de Vacinação dos clubes  da cidade.  A família rotária de Santa Maria irá entregar 15mil panfletos  que serão distribuídos em escolas,  creches, ônibus e porta de supermercado,  além de outdoor em pontos da cidade.   O Distrito 4660 está unido na Campanha!

Postado em 09 de Agosto de 2018

Rotary Club de São Miguel das Missões realizará mateada e passeio ciclístico no Dia D

O Rotary Internacional desde 1985 ajudando a erradicar a poliomielite no mundo. Seguindo a linha histórica da campanha o Rotary Club de São Miguel das Missões juntamente com a Prefeitura Municipal, Secretaria Municipal de Saúde estão mobilizados na campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil de 6 a 31 de agosto, campanha do Governo Federal em todo o Brasil. O Dia D da vacinação será no dia 18 de agosto na unidade básica de saúde central, assim como em todo país. O Rotary Clube estará participando através da divulgação com folders, programas de rádio, e redes sociais, assim como juntamente com o grupo de ciclismo onde os Desbravadores das Missões estarão realizando um passeio ciclístico: Pedalando contra pólio e Sarampo.  O grupo fará o evento no dia 18 de agosto com saída às 14h na Secretaria de Turismo em frente à entrada do Sítio Arqueológico, chegando a frente à unidade básica de saúde central e Prefeitura Municipal, com sorteio de brindes e Mateada.   Faça sua parte e vacine seu filho! Realização: Secretaria Municipal de Saúde Rotary Clube São Miguel das Missões Kennedy Bikes Super São Miguel

Postado em 09 de Agosto de 2018

Prevenção como o melhor remédio

No dia (07) o companheiro do Rotary Club  de Santa Maria Dores há 20 anos e  vereador da cidade  Santa Maria Manoel Badke (Maneco) falou da importância da prevenção do câncer na criança e no adolescente.  Badke que além de vereador é professor de microbiologia e virologia na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) pontuou que a prevenção é sempre melhor caminho e a precocidade do diagnóstico da doença é o caminho mais eficaz para cura.  O parlamentar aproveitou o momento para falar da importância da campanha de vacinação contra  Poliomielite promovida pelo Rotary Internacional por meio da campanha End Polio Now que visa erradicar a polio no mundo. Dado o surto de sarampo em alguns estados, a campanha de vacinação Mistério da Saúde foi atencipada e com isso o Rotary  passou a falar da importância tanto da campanha contra a poliomielite como o sarampo.

Postado em 08 de Agosto de 2018

Ver todos

Clubes de passaporte

Clubes de passaporte Objetivo de um clube de passaporte Atrair novos e antigos associados ao Rotary que tenham dificuldade em participar de reuniões semanais. Convide pessoas que têm uma VERDADEIRA PAIXÃO por fazerem a diferença em sua comunidade através do serviço. Reduzir o tempo que um Rotariano transita para o Rotary. Manter os sócios onde a despesa é um inconveniente em ingressar ou continuar no Rotary. Apoie os clubes existentes em seus projetos comunitários “Service Above Self” com recursos adicionais. Como isso funciona O Passport Club é inicialmente patrocinado por um Rotary Club existente de sua escolha, que concorda em servir como um clube patrocinador. O Passport Club tem apenas quatro reuniões de negócios / ano, uma vez por trimestre. Durante os outros 8 meses, eles terão uma reunião com um sócio Club. (Se aplicável, a taxa de convidado / refeição deve ser paga pelos participantes) Faça uma reunião social (por exemplo, Happy Hour) todos os meses em vários locais. Os associados também podem comparecer a qualquer outra reunião de qualquer clube do distrito que seja conveniente para sua programação. Os membros são obrigados a se comprometer com 40 horas de serviço a cada ano por meio de projetos, captação de recursos e / ou apoio a outras organizações sem fins lucrativos. Todos os clubes parceiros do distrito devem enviar por e-mail seus próximos projetos / captação de recursos para o presidente e secretário do Passport Club. Esses eventos serão publicados no calendário do Passport Club para que todos os membros possam escolher quais projetos / eventos se encaixam em suas agendas. Expectativas Se o compromisso de serviço de 40 horas não for viável devido a outros compromissos de tempo pessoal, o membro do Passport Club considerará doar à Fundação Rotária (TRF) todos os anos. (o valor sugerido é de $ 250) Os membros do Passport Club são responsáveis ??por pagar as quotas do Rotary International e do Distrito 7450 (atualmente US $ 149,16 por ano). Taxas adicionais do clube podem ser aplicadas. Os membros também incentivam a doação de um mínimo de US $ 10 por mês para a Fundação Rotária Internacional através do Rotary Direct. O Passport Club terá um Presidente, Ex-Presidente Imediato, Presidente Eleito, Vice-Presidente, Secretário de Clube, Tesoureiro e Diretores adicionais. O Passport Club também terá um Diretor de Serviços que registrará as horas de serviço de cada membro a cada mês. A indução de novos membros pode ser realizada a qualquer momento. Esta é uma ideia do Clube que pode ser ajustada para se adequar ao que funciona para o nosso Distrito, mas a estrutura é sólida e comprovadamente bem-sucedida em seu primeiro ano de existência. "Esta é uma abordagem inovadora para a adesão e você tem que atirar para marcar". John Hewko - Secretário do Rotary International (março de 2016) Texto extraido do link, e traduzido automaticamente pelo google http://rotarydistrict7450.org/passport-clubs/ Peço que os companheiros do Distrito 4660, observem a diferença entre a Per Capita do Distrito 4660, em comparação com a do Distrito 7450. Roberto Weber Presidente Rotary E Club do Distrito 4660

Em 13/08/2018 por Rotary E-Club do Distrito 4660

"OS CLUBES ROTARY DE PASSAPORTES"

Temos Rotary Club 'Tradicional', satélite e eclubs.Há também... "OS CLUBES ROTARY DE PASSAPORTES"Estes clubes são concebidos para ser flexíveis, acessíveis e acessíveis a pessoas que querem ser rotarianos, mas acham que os Rotary Club tradicionais não cabem no seu estilo de vida.O elemento único de um clube de passaportes é que eles têm menos encontros pessoais. Um exemplo é maior sacramento passaporte um Rotary Club, o primeiro do mundo; este clube encontra-se quatro vezes por ano e em vez de reuniões semanais, seus membros têm um "Passaporte" para visitar outros clubes Rotary e participar em atividades e projetos que interessam Eles. Alguns critérios é em http://rotarydistrict7450.org/passport-clubs/A estrutura desses clubes de passaportes pode ser diferente, mas a razão subjacente que as pessoas se tornam rotarianos é a mesma. Os rotarianos são pessoas dedicadas que querem fazer a diferença nas suas comunidades e no mundo.Isso precisa do relacionamentos com os clubes próximos. O seu clube design projetos de tal forma que seja capaz de aceitar voluntários de fora dos seus próprios membros e apoiadores? Afinal, por que você não iria querer uma capacidade maior para fazer o bem maior?A esse respeito considere https://rotaryoceania.zone/page/volunteering-making-an-impact/-bom para os clubes considerando expandir a sua capacidade de qualquer forma.PS: eles trabalham? Bem, há um número bastante grande na América do Norte, pelo menos."essa é uma abordagem inovadora para a adesão e você tem que filmar para marcar". John Hewko#RotaryInternationalSecretary2016#PassportRotaryClubs#ServiceAboveSelf#BeTheInspiration#RotarySatelliteEclubs#EndPolioNow#RotaryWantFriendship#RotaryMakeAboard#PeopleOfAction    · Ver original ·  Classificar essa tradução — em Rotary Passport One. Tradução automática do Google, da página do Rotary E-Club of Southern Africa 9400 Roberto Weber Presidente Rotary E Club do Distrito 4660

Em 13/08/2018 por Rotary E-Club do Distrito 4660

Foi realizado 13º Baile do Queijo e do Vinho

Com o ideal de servir e o lema “dar de si antes de pensar em si”, o Rotary Santa Rosa realizou no dia 04 de agosto de 2018 o 13º Baile do Queijo e do Vinho, sob a presidência do rotariano David Danda. Este evento se tornou tradicional em nossa cidade e, nesta edição, contou com a presença de aproximadamente 500 pessoas e com a contribuição expressiva de mais de 200 empresas, tendo recebido patrocínio especial das empresas, SICREDI, POSTO GARRA, CAMERA AGRO ALIMENTOS, KETTEN BEBIDAS, DÁLIA ALIMENTOS, MONRIZZO, VET CENTER, TCHE MILK, CVC AGÊNCIA DE VIAGENS e LOCATELLI ARQUITETURA apoio na divulgação aos meios de comunicação: GRUPO EDITORIAL GAZETA, RBS TV, EMPRESA JORNALÍSTICA NOROESTE, REVISTA VIP, destacando o espírito solidário e o compromisso da nossa gente com os valores sociais da nossa comunidade. O baile reeditou o sucesso das edições anteriores, foi um evento de muita descontração, amizade e solidariedade. E com o satisfatório resultado do baile, o Rotary Santa Rosa fez a doações para APAE, APADA e AFAPENE. O Rotary Santa Rosa agradece o engajamento de toda a comunidade com as ações sociais dos clubes de rotary desta cidade, e confia na união de esforços e no ideal de servir para a construção de uma sociedade mais justa, fraterna e solidária.

Em 13/08/2018 por Rotary Club de Santa Rosa

INSTRUÇÃO ROTÁRIA | POR QUE SER ROTARIANO? VALE A PENA SER ROTARIANO?

POR QUE SER ROTARIANO?  VALE A PENA SER ROTARIANO? Embora pareça banal, simples e até inusitada, essa pergunta tem objetivos específicos determinados: provocar uma auto-reflexão e a consequente avaliação das razões, pelas quais, fomos escolhidos e integrados a este extraordinário movimento rotário internacional. Esmiuçando o tema ora proposto, chegaremos, com certeza, à afirmação positiva de que, realmente, “Vale a pena ser rotariano”. Para sustentar o apoio e justificar esta afirmação positiva, é importante lembrar, primeiramente, que ninguém vem ao Rotary por si só; que o sócio não se escolhe, é escolhido; que as normas rotárias assim o exigem; que é necessário, em síntese, um convite, a comprovação de suas virtudes e qualidades; o reconhecimento de sua conduta moral, social e profissional, a confiança em sua capacidade e honradez e, ainda, ao final de todas as investigações, a votação e aprovação de seu nome pelos  companheiros do clube rotário. O idealismo do servir portanto, podemos afirmar que só o processo da nossa escolha, por si só, já desautoriza qualquer resposta negativa à pergunta ora formulada. Sim, meus companheiros, repito: – Vale a pena ser rotariano. Porque ser rotariano é ser idealista. É usar a sua profissão, qualquer que seja, com nobreza de espírito. É desempenhar, com altivez, as tarefas que lhe são confiadas. É colocar a sua inteligência e a sua capacidade de trabalho na realização das tarefas que ajudem a engrandecer a sua comunidade em todos os setores da vida social, entre elas a educação, saúde, meio ambiente e segurança. É lutar pela prática vitoriosa da boa vontade entre os povos de todas as nações. É saber que o Rotary é a experiência de homens de diferentes opiniões e de diferentes nacionalidades, unidos em companheirismo onde quer que se encontrem. De homens descobrindo as suas responsabilidades de uns para com os outros, pondo-se em ação com um elevado propósito: Servir. Mas, vamos adiante. Em face do que já expus, penso que não existe razão plausível que justifique a declinação da honrosa missão de servir que é confiada ao companheiro nem de deixar de cumprir o nobre dever rotário de “Dar de si sem pensar em si”. Que não existe razão plausível para o desprezo das grandes oportunidades de abraçarmos como membros integrantes desta grandiosa família a luta pela construção de um mundo de paz, fraternidade e justiça, nos moldes da respeitada filosofia rotária. Se o companheiro foi escolhido e convocado, reafirmo, é por que teve reconhecida a sua capacidade. É porque seus ideais éticos e profissionais foram considerados capazes de prestar bons serviços à comunidade. Então companheiros, que honra maior pode merecer um cidadão, do que a de ser convocado, pelos seus méritos, para tão nobres e grandiosas tarefas? Que melhor prova de amizade e respeito, consideração e confiança pode um companheiro merecer? Creio que ficou sobejamente provado, que é uma honra ser rotariano. Vale, portanto, acrescentar agora que essa honra só se completa com a certeza de que o companheiro honrará, também, os seus compromissos de fidelidade ao clube. Devo enfatizar que as colocações sobre o tema, até agora apresentadas, têm o objetivo específico não só de provar que “Vale a pena ser rotariano”, mas, também, o propósito especialíssimo de alertar os companheiros para o dever irrecusável de se integrarem numa luta constante, visando evitar o constrangedor e indesejável desligamento de muitos dos nossos estimados companheiros dos quadros dos nossos clubes. Este, repito, é o objetivo especialíssimo do meu trabalho. Conscientizar os rotarianos, de que por tudo o que já foi e ainda será dito, temos o dever indeclinável de oferecer dedicação e fidelidade aos nossos companheiros e ao Rotary para anular a ocorrência desagradável da evasão, que, em alguns casos, põe em risco até a sobrevivência do próprio clube. Creio que é oportuno, a esta altura, como sustentação das minhas colocações, lembrar as palavras sábias de um eminente clérigo que assim se referiu ao fundador da nossa organização: “Paul Harris descobriu, ou melhor ainda, redescobriu, algo que a humanidade tem desprezado: o valor da amizade desinteressada como meio mais essencial de unir os servidores de Deus, para a sua melhor compreensão nesta vida humana”. Lembro-me, ainda, das palavras de um ex-presidente do Rotary International, “Rotary é, e precisa ser, uma força de novas ideias para serem moldadas e trabalhadas em criações novas, generosas e úteis. Cada Rotary Club com sua força centrípeta, traz ao círculo dos homens mais capazes e de maior sucesso os líderes mais proeminentes de cada atividade digna e útil a cada comunidade e, portanto, do mundo todo. Logicamente, esse grupo gera ideias significativas, nascidas do companheirismo e do debate.” Reconheço que para assegurar a integração duradoura dos nossos companheiros ao clube é necessária uma verdadeira conscientização rotária, principalmente dos novos companheiros, para que se certifiquem de que, realmente, “Vale a pena ser rotariano.” Ficamos extremamente entristecidos quando constatamos que alguns companheiros entram e se desligam do Rotary sem sequer se darem conta da honra que lhes foi concedida de integrarem uma organização cujo objetivo é dar consciência à grande verdade rotária de que “Mais se beneficia quem melhor serve”. Creio que a instrução rotária, por exemplo, seria uma das formas mais eficientes de incutir no novo companheiro uma verdadeira conscientização rotária, capaz de consolidar sua presença definitiva no quadro de associados. Creio que é básico e necessário que ele conheça e seja motivado para gostar, pois como todos nós sabemos é difícil, se não impossível, amar o que não se conhece. Para que ele entenda que, integrado à filosofia rotária, está consolidando seu conceito de verdadeiro líder comunitário, e credenciando-o à admiração de seus semelhantes. Lembro-lhes as palavras proferidas por Sir Harry Lauder: “Eu sempre comparei o Rotary a uma luz, e é uma boa coisa ter-se uma luz – um farol à nossa frente. Ao finalizar renovo a minha pergunta inicial – Afinal, Vale a pena ser rotariano? A melhor resposta vem nas palavras sábias do iluminado poeta lusitano Fernando Pessoa: “Tudo vale a pena quando a alma não é pequena.”  INSTRUÇÃO ROTÁRIA proferida pela Comp. Maria de Lourdes A. Prestes, na reunião do dia 02/08/2018. RC de Santa Maria

Em 05/08/2018 por Rotary Club de Santa Maria

CONSELHO DE LEGISLAÇÃO DE 2016 DÁ MAIOR FLEXIBILIDADE AOS CLUBES

CONSELHO DE LEGISLAÇÃO DE 2016 DÁ MAIOR FLEXIBILIDADE AOS CLUBES Em abril, representantes dos distritos rotários se reuniram em Chicago para aprovar novas legislações para a organização. Uma delas foi o aumento da flexibilidade para os clubes definirem os tipo de associação que podem oferecer, e quando, onde e como realizar suas reuniões. Por que estas mudanças eram necessárias? Em algumas partes do mundo, o Rotary está crescendo rapidamente. Em outras, nosso quadro associativo está diminuindo e envelhecendo.   Nós últimos 15 anos, fizemos programas pilotos para avaliar possíveis inovações no quadro associativo, sistema de classificações e experiência no clube. Constatamos que os clubes são mais dinâmicos e têm mais chances de crescer quando são livres para determinar quando se reunir, quem convidar para associação e o que oferecer para engajar seus associados.   O clube que desejar poderá incorporar em seu Regimento Interno as novas opções aprovadas pelo Conselho de Legislação, mas isso não é obrigatório.   Flexibilidade em comparecimento e formato das reuniões A grande maioria dos representantes votou para eliminar os limites na realização de reuniões de clubes, um claro sinal de que concordam que a saúde de um clube não é determinada pelo comparecimento de associados a reuniões. O Conselho Diretor e o de Legislação concordam que cabe aos clubes: determinar o melhor dia e horário para fazer suas reuniões; mudar ou cancelar reuniões, se necessário; considerar participação em projetos e eventos sociais como comparecimento a reuniões; escolher se preferem se reunir de forma virtual, presencial, alternar entre estes dois tipos ou realizá-los simultaneamente, com alguns associados participando pelo Skype, por exemplo; alterar seu Regimento Interno para tornar mais ou menos rígidos os requisitos e normas de cancelar a associação de rotarianos com baixa frequência nas reuniões. Os clubes têm a oportunidade de reduzir seus requisitos de frequência a reuniões, desde que realizem no mínimo duas reuniões por mês, de alguma forma. Ainda assim, eles deverão enviar relatórios de frequência ao governador dentro de 15 dias depois da última reunião do mês. As decisões do Conselho de Legislação não modificam as regras vigentes dos Estatutos Prescritos para o Rotary Club. Ou seja, o clube que quiser adotar as novas opções poderá fazê-lo através de emenda ao seu Regimento Interno. Vale lembrar que os clubes também têm a opção de continuar seguindo os requisitos tradicionais quanto a reuniões, frequência, estrutura e categorias de associação. Roberto Weber Presidente do Rotary E Club do Distrito 4660

Em 21/07/2018 por Rotary E-Club do Distrito 4660

O ROTARY ENGAJADO NA CAMPANHA DE MULTIVACINAÇÃO 2018

Um dos projetos globais do Rotary Internacional e a erradicação da Poliomielite no mundo, e contribui para isto desde 1985. Em vias de quase erradicar a polio do mundo, vê-se campanhas absurdas contra vacinas, e hoje em função disto corremos o risco do retorno de doenças como a Polio,  além de outras, como o Sarampo que infelizmente esta de volta em nosso país com muita rapidez . Todas as vacinas devem ser tomadas, elas são para proteção.

Em 19/07/2018 por Rotary Club de Ijuí-Nova Geração

Ver todos

Localizar site dos clubes